()

Ciências comportamentais na política

Já imaginou contribuir para alterar o processo de tomada de decisão de uma sociedade? Autoridades de todo o mundo já tiveram experiências de sucesso ao implementar políticas públicas na comunidade em que atuam. O método por eles utilizado foi embasado em ciências comportamentais na política. Alguns exemplos de territórios são: Austrália, Canadá, Dinamarca, França, Alemanha, Holanda, Peru, Cingapura, Reino Unido e EUA. Dentre as conquistas obtidas com a prática, está o aumento das receitas fiscais; controle de natalidade; maior número de doação de órgãos, aumento da reciclagem; combate ao assédio; entre outras.

Você sabe o que são as Ciências Comportamentais?

Se você é um gestor público deve ser do seu interesse se aprofundar em como o ser humano age, tanto individualmente quanto coletivamente. Afinal, são os cidadãos que, além de eleger, acompanharão de perto o trabalho realizado pelas suas lideranças.

Nesse sentido, o que deveria ser fácil, acaba sendo muito difícil – não só em um governo – como na vida cotidiana, em geral. Com questões e metas bastante objetivas, é comum se esquecer de que sempre estamos lidando com seres humanos semelhantes a nós e que precisamos uns dos outros em colaboração mútua para alcançar o bem comum. Dito isso, o atendimento e o trato com o próximo deve ser sempre humanizado, em todas as áreas de contato com o munícipe. Sendo assim, haverá a criação de uma conexão real.

Trilha de Conhecimento para a Política

Partir do princípio da empatia e melhor entendimento do que a população precisa, facilita a criação de políticas públicas realmente eficazes e de impacto social. Em virtude disso, a Comunitas, em parceria com a Cloo Behavior Insights Unit, desenvolveu a Trilha de Ciências Comportamentais a fim de capacitar os servidores públicos a ter um olhar mais estratégico na política sobre as possibilidades de atuação em prol de sua comunidade.

ciências comportamentais na políticaApesar da iniciativa ter como objetivo auxiliar na tomada de decisão, essa é feita de modo que o livre arbítrio seja mantido intacto. Agora, você deve estar se perguntando: “como seria possível?”.

Você já ouviu falar em Nudgets? Os incentivos, traduzidos para o português como ‘empurrãozinho’, é uma possibilidade de evitar que comportamentos irracionais sejam praticados durante momentos cruciais. Portanto, “um empurrãozinho na direção certa” – em outras palavras.

Exemplos em Políticas Públicas

Essa metodologia foi muito útil durante a pandemia da covid-19 – situação em que os indivíduos se viram obrigados a adotar hábitos de modo que preservassem sua saúde ao evitar a exposição aos riscos de contágio pelo coronavírus. Além do ganho individual, o novo comportamento possibilitaria a retomada do crescimento econômico,, entre outras engrenagens da sociedade. Abordamos o assunto mais a fundo no artigo “O poder da Ciência Comportamental no combate à COVID-19” publicado em janeiro de 2022, em nossa plataforma. O conteúdo discorre sobre a importância, não só da condução do poder público frente à adversidade, mas também da cooperação coletiva – crucial para que as medidas de controle da pandemia fossem, de fato, eficazes.

Para elucidar ainda mais a questão, a eMBeD (Unidade Mente, Comportamento e Desenvolvimento) do Banco Mundial produziu um material de estudo para entender porque há omissão e inadimplência na inscrição e pagamento de serviços primordiais – como água e esgoto, por exemplo – e implementou uma estratégia de sucesso que reduziu este índice de forma prática.

Oferecer uma “recompensa” é uma opção, gamificando condutas corretas, que surte o efeito de encorajar o contribuinte. Orientações, detalhamentos e “passo a passo” também podem ser alternativas. Essas técnicas foram adotadas pelo Fórum de Comunidades Seguras visando trazer soluções para transgressões no trânsito e promoção de alimentação saudável.

Mais Informações sobre a Trilha

Durante a trilha de Ciências Comportamentais aplicadas à Políticas Públicas, você entenderá melhor como a economia comportamental pode ajudar a incentivar e aplicar, efetivamente, alterações sociais pequenas ou grandes, com grande potencial de impacto nos processos de gestão.

A trilha conta com a emissão de certificado de participação demonstrando ter aprendido sobre o assunto e estar apto a exercer o método de trabalho.

As inscrições são gratuitas e, em breve, estarão abertas!

Clique no link abaixo e ingresse no nosso grupo de WhatsApp para saber mais. 

Quero um empurrãozinho!

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação / 5. Número de votos:

Seja o primeiro a avaliar.

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.