A educação infantil do Jardín Buen Comienzo

O Jardín Buen Comienzo é um programa da Prefeitura de Medellín na Colômbia que tem como finalidade um acompanhamento integral para o desenvolvimento infantil, desde a gestação da criança até os cinco anos de idade. A partir do momento que a mãe gestante busca o programa Buen Comienzo, imediatamente se inicia o acompanhamento médico, nutricional, psicológico e de estimulação adequada para as futuras mães  por meio de encontros, visitas de acompanhamento e monitoramento do lar. 

Após o nascimento, a família entra na fase de assistência às mães lactantes, onde não só a mãe como também o recém nascido passam a receber as atenções dos profissionais de nutrição e estimulação pedagógica juntamente à família durante os primeiros seis meses de vida do bebê,  para que haja um desenvolvimento adequado não somente para o bebê como também a família que está  ao seu redor. Quando o bebê completar seis meses, inicia-se uma nova fase do programa, a qual o acompanhamento passa a ser direcionado para o reconhecimento da família como o primeiro educador da criança até os dois anos de idade. Nesta etapa há a continuidade de visitas periódicas com os profissionais da saúde, mais especificamente pediatras e nutricionistas, e também visitas em casa para os profissionais do programa avaliarem como está se formando o vínculo afetivo com a família. 

Quando a criança completa dois anos de idade, ela está apta para ingressar no centro de educação infantil ou jardim de infância, e permanecem pelos próximos três anos recebendo acompanhamento pedagógico, nutricional, recreativos e outros estímulos necessários de acordo com a faixa etária que a criança precisa receber durante o período de quarenta horas semanais. Simultaneamente, a família continua recebendo o acompanhamento infantil como feito nas primeiras etapas do programa.

Quanto à estrutura curricular do programa, foi feito um marco das ações empreendidas para cumprir a Política Pública da Primeira Infância de Medellín e a estratégia de Transformação Educacional e Cultural da cidade. Assim sendo, as atividades desempenhadas pelos centros de educação infantil buscam promover o desenvolvimento de práticas pedagógicas inspiradoras, por meio da implementação de estratégias e inovações pedagógicas, juntamente com ferramentas didáticas nas diferentes modalidades de atendimento. Vale ressaltar que todos os profissionais que trabalham no programa Buen Comienzo, os chamados agentes educativos, passam por uma formação com os pedagogos para aprenderem a executar o desenho curricular estipulado da melhor maneira, de modo que possa garantir o sucesso do programa.

 

Para fazer parte do programa Jardín Buen Comienzo é necessário que as famílias se enquadrem nos seguintes critérios: ser mãe grávida ou lactante; estar cadastrada no Sistema de Informação para Potenciais Beneficiários  (SISBEN) de Medellín; crianças que possuam até cinco anos de idade e sejam residentes do município de Medellín; famílias que se encontrem em situação de vulnerabilidade; famílias de grupos étnicos; famílias refugiadas ou crianças refugiadas que se encontrem separadas de seus pais. Dos critérios aqui listados, três são de cunho obrigatório: o cadastramento no SISBEN, ser residente de Medellín e crianças com até cinco anos de idade. Caso a família se encontre dentro dos pré-requisitos apontados, ela deve procurar a unidade  do Jardín Buen Comienzo mais próxima da sua residência para ingressar no programa. 

 

A política pública de primeira infância de Medellín data de 2011, tendo sua última atualização no ano de 2015. Entretanto, o programa Jardín Buen Comienzo já existe desde 2004 e quase vinte anos depois, ele continua sendo um sucesso mediante a comunidade paisa (paisa significa “aquele que é natural de Medellín”, você sabia?). Para isso, o programa passa por uma rigorosa avaliação e monitoramento, de enfoque misto para conhecer os efeitos do desenvolvimento infantil.

 

Até o ano de 2021, já foram inscritas mais de trezentas mil crianças, o equivalente a 93% das crianças da cidade de Medellín cujas famílias encontram-se em situação de vulnerabilidade social, segundo relatos dado pela equipe de coordenação do Programa Jardín Buen Comienzo a Comunitas. E, só no último ano, ingressaram por volta de trinta mil – um aumento de mil e trezentas crianças em comparação ao ano anterior – nas duzentas e vinte e nove unidades do programa. O êxito do Jardín Buen Comienzo se dá por conta da qualidade dos serviços educacionais oferecidos e do talento humano contratado. Além disso, foi possível perceber que quanto mais tempo as crianças passavam no programa, melhor foi a avaliação da qualidade da educação inicial retida. Nos últimos anos, mais e mais unidades do Jardín Buen Comienzo têm sido construídas ao redor da capital, possibilitando que no início de Janeiro de 2022 houvesse a abertura de mais 80 mil vagas para novas famílias.

 

Renan Ferreirinha, secretário de Educação da Prefeitura do Rio de Janeiro, esteve presente em uma das locações no Jardín Buen Comienzo a convite da Comunitas, ressaltou a importância de uma política educacional voltada à primeira infância onde não só o Rio de Janeiro, mas o Brasil, podem se beneficiar dos aprendizados que Medellín tem a oferecer no que se refere à gestão pública. “O Jardín Buen Comienzo é uma iniciativa pública muito interessante porque coloca a criança no centro de um projeto educativo e pedagógico. Tudo que é feito aqui é pensando na criança como protagonista”, afirmou. 

 

Como pode-se perceber, a Prefeitura de Medellín coloca em prática políticas públicas que visam as gerações futuras e o seu bom desenvolvimento social dentro da sociedade. Mas, não só isso, como também permite que as famílias beneficiárias do programa possam deixar seus filhos em locais seguros durante o horário comercial, possibilitando que seus familiares possam trabalhar neste período e consequentemente promover o desenvolvimento econômico e social da comunidade de Medellín. Ou seja, é uma política pública que inova ao oferecer serviços de educação para as crianças de famílias carentes visando não somente o desenvolvimento humano mas também o fomento do desenvolvimento econômico da cidade, mostrando assim um alto potencial de replicabilidade para os municípios brasileiros atingirem a prosperidade socioeconômica da região.

 

Abaixo, você pode conferir um vídeo do programa disponibilizado pela Prefeitura de Medellín:

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.