Blog

Encontro reúne prefeitos e lideranças privadas para encerramento de Jornada de Formação de Comunitas

24/05/2021
Clique aqui e assista como foi.
Para encerrar com chave de ouro as Jornadas de Formação para Novos Prefeitos, a Comunitas reuniu, no último dia 20, prefeitos e alguns dos membros da Governança da organização, em um encontro que apresentou os desafios e resultados da iniciativa, que apoiou, durante quase 10 meses, novas lideranças públicas no desenvolvimento de Planos de Governo, transição governamental, 100 primeiros dias e Planos de Metas.
“Criamos uma rede juntos, como costumamos falar. O objetivo de hoje é fortalecer o protagonismo das lideranças e políticas públicas, que são os verdadeiros responsáveis pela transformação social, para que honrem os votos que os elegeram.”
Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas
Além de Regina, estiveram presentes no encontro Dayane Reis, diretora de Conhecimento, Comunicação e Inovação da Comunitas; e José Roberto Marinho e Carlos Jereissati Filho, membros da Governança da organização.
“Em julho de 2020 já estávamos no meio de uma pandemia que trouxe várias incertezas e, no meio disso tudo, havia eleição. Apesar desse cenário caótico, sabíamos que na Comunitas temos conhecimento, expertise e uma rede de especialista e gestores que atuam na linha de frente dos governos. Com isso em mãos, precisávamos fazer alguma coisa para auxiliar as novas lideranças em um dos maiores desafios da história. A partir disso, nasceram as Jornadas de Formação para Novos Prefeitos, de uma vontade de apoiar a gestão pública nos desafios que atravessavam e, simultaneamente, transformar estruturalmente os governos.”
Dayane Reis, diretora de Conhecimento, Comunicação e Inovação da Comunitas
Também foram convidados alguns dos(as) prefeitos(as) que participaram da jornada, como Eliene Liberato, prefeita de Cáceres (MT); Luiz Paulo Guimarães, prefeito de Curvelo (MG); Clei Rodrigues, prefeito de Gravatal (SC); Kayo Amado, prefeito de São Vicente (SP); e Lucielle Laurentino, prefeita de Bezerros (PE). Convidada, Francineti Carvalho, prefeita de Abaetetuba (PA), não pôde participar por questões de saúde.
“Sabemos quão grande são os desafios e as responsabilidade de ocupar um cargo público, mas queremos deixar claro que vocês não estão sozinhos. Podem contar com a Comunitas.”
José Roberto Marinho, membro da Governança da Comunitas
Ainda participaram da conversa Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju (SE) pela quarta vez e atual presidente da Frente Nacional de prefeitos; e Paulo Alexandre Barbosa, ex-prefeito de Santos (SP).
“Acredito na política como ferramenta de transformação da vida das pessoas, e essa vontade precisa ser a força motriz das prefeituras. A Comunitas está alimentando de maneira efetiva esse sonho de transformação, apoiando esse mecanismo tão eficaz que são os municípios para a construção de um país mais democrático e justo.”
Edvaldo Nogueira, prefeito de Aracaju e presidente da Frente Nacional de Prefeitos
A primeira fase da jornada foi voltada para àqueles que possuíam interesse em desenvolver um programa de governo de alta qualidade técnica.
Foram mais de 650 pessoas inscritas na trilha de conhecimento sobre Planos de Governo, disponível integralmente na Rede Juntos. Grande maioria candidatos às prefeituras, de quase 90 diferentes cidades que contemplam todas as regiões do País. São homens (63,6%) e mulheres (36,4%) de diferentes partidos – como PT, PTC, PSOL, PSDB, Rede, PDT, PRTB, e cada um consumiu cerca de 13 horas, em média, dos conteúdos disponíveis na jornada.
“Meu Plano de Governo foi construído com base nas aulas e documentos disponibilizados pela Comunitas. Para mim, que tinha uma campanha pequena, contar com esse apoio foi fundamental para minha eleição, pois ampliaram a visão e o sonho que tinha para minha cidade. Agora, com o Plano de Metas, assumimos o compromisso de aplicarmos tudo que aprendemos para que possamos ser modelo para outros governos.”
Luiz Paulo Guimarães, prefeito de Curvelo
A segunda fase da jornada buscou apoiar os próximos chefes dos executivos municipais na transição de governo – que, por conta da pandemia, teve o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato.
Após mais de 100 inscrições, foram selecionados 53 municípios para participar de mentorias coletivas. Cerca de 15 partidos estavam representados, com lideranças públicas de todas as regiões do País, sendo que a maioria (84%) estava buscando o primeiro mandato.
“Mesmo sendo gestora de primeiro mandato, já tinha contato com a máquina. Porém, ainda assim, esse conhecimento não era suficiente para enfrentar os desafios e impactos trazidos pela pandemia, precisava de uma equipe formada e um plano estratégico de longo prazo, e a Comunitas foi fundamental nesse momento.”
Eliene Liberato, prefeita de Cáceres
Durante sua fala, Kayo compartilhou que, pela primeira vez, a cidade de São Vicente, fundada há quase 500 anos, conta com uma Secretaria de Planejamento, com foco em metas e transversalidade na gestão.
“Percebo que muitas vezes a máquina tenta nos engolir, mas se temos pessoas experientes ao nosso lado, como o pessoal da Comunitas, que nos apoiem a pensar fora disso, ajuda demais.”
Kayo Amado, prefeito de São Vicente
Dos 53 municípios, a Comunitas selecionou 12 para participar da terceira e última fase, de mentorias individuais para o desenvolvimento dos Planos de Metas municipais. Os encontros foram liderados pela consultoria Mais Resultados, parceira técnica da Comunitas.
Para seleção, foram estabelecidos critérios como: perfil da liderança, pluralidade partidária e diversidade territorial. Ao aceitar participar da iniciativa, o prefeito ou prefeita precisou assumir o compromisso, por meio da assinatura de uma carta, de envolver-se em todas as etapas do projeto.
“Acredito num país melhor, acredito que os municípios podem ser mais eficientes e entregar serviços de mais qualidade para o cidadão. Foi com esse espírito que fui para eleição e que participei das jornadas.”
Clei Rodrigues, prefeito de Gravatal
Nessa etapa, foram cerca de 20 horas de mentorias individuais para cada município, além de 30 horas de mentorias em grupo. Os prefeitos ainda tiveram mentorias exclusivas com outros prefeitos e ex-prefeitos da rede Comunitas, à exemplo de Paulo Alexandre, e as equipes também participaram de encontros temáticos com especialistas em diversas áreas.
“Quando tudo é prioridade, nada é prioridade. É preciso pensar e delimitar as melhores opções para aqueles que mais precisam. A liderança não pode esquecer que quem o colocou nessa cadeira foram as pessoas.”
Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos por quatro vezes
Foram cerca de 30 diagnósticos entregues sobre áreas críticas dos municípios; 3 Agendas-100 construídas, que direcionavam as prioridades das gestões para o início do mandato; e 12 Planos de Metas desenvolvidos pelas equipes de governo.
“Após as jornadas, nos sentimos mais seguros na condução e tomada de decisão administrativa, pois só podemos fazer isso com informação, dados e evidências nas mãos. Posso dizer que meu governo tem o mesmo DNA da Comunitas, de transparência, eficiência e espírito público.”
Lucielle Laurentino, prefeita de Bezerros

Nosso agradecimento especial aos especialistas que construíram a Jornada para Prefeitos conosco:
Gestores públicos e especialistas*
*cargos ocupados durante o desenvolvimento da jornada
Adriano Naves de Brito, Secretário Municipal de Educação de Porto Alegre
Águeda Muniz, Secretária Municipal de Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente de Fortaleza
Alberto Kopittke, Consultor do Instituto Cidade Segura
Alexandre Schneider, Ex-Secretário Municipal de Educação de São Paulo (SP)
Alexandre Simões, Sócio-diretor da Mais Resultados
Alexis Wichowski, Professora da Universidade de Columbia (EUA)
Ana Cristina Jayme, Superintendente da Secretaria Municipal de Planejamento e Administração de Curitiba (PR)
Aod Cunha, Ex-Secretário de Estado da Fazenda do Rio Grande do Sul
Ariadne Daher, Arquiteta e Urbanista do escritório Jaime Lerner
Carolina Ricardo, Diretora-executiva do Instituto Sou da Paz
Daniel Annenberg, Ex-secretário Municipal de Inovação e Tecnologia de São Paulo (SP)
Dulce Helena Cazzuni, Ex-Secretária Municipal de Desenvolvimento, Trabalho e Inclusão e de Planejamento e Gestão de Osasco (SP)
Eduardo Pazinato, Ex-Secretário Municipal de Segurança Pública de Canoas (RS)
Eduardo Speeden, Assessor Municipal da Secretaria de Planejamento de Teresina (PI)
Eduardo Stranz, Consultor da Confederação Nacional de Municípios
Edvaldo Nogueira, Prefeito de Aracaju (SE)
Elizabeth Jucá, Secretária de Estado de Desenvolvimento Social de Minas Gerais
Elkin Velásquez, Diretor Regional do ONU-Habitat para América Latina e o Caribe
Ermínia Maricato, Ex-Ministra adjunta do Ministério das Cidades e Ex-Secretária Municipal de Habitação e Desenvolvimento Urbano de São Paulo (SP)
Erno Harzheim, Ex-Secretário de Atenção Primária à Saúde do Ministério da Saúde
Fabiana Bentes, Ex-Secretária de Estado de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos do Rio de Janeiro
Fábio Bernardi, Especialista em Comunicação Pública
Fábio Ferraz, Secretário Municipal de Saúde de Santos (SP)
Fábio Waltenberg, Professor associado na Universidade Federal Fluminense
Fernanda Campagnucci, Diretora Executiva da Open Knowledge Brasil  
Fernando Coelho, Professor de Administração Pública da Universidade de São Paulo
Fernando Schüler, Cientista Político e Professor do Insper
Firmino Filho, Prefeito de Teresina (PI) – in memoriam
Flávio Emílio Rabetti, Diretor Municipal de Convênios e Contratos de Campinas (SP)
Fúlvio Albertoni, Secretário Municipal de Fazenda de Juiz de Fora (MG)
Gilberto Perre, Secretário Executivo da Frente Nacional de Prefeitos
Giovanna Victer, Secretária Municipal de Fazenda de Niterói (RJ)
Guilherme Rezende, Especialista em Transição Governamental
Gustavo Maia, Diretor do Colab
Henrique Oliveira, Secretário Municipal de Educação de Caruaru (PE)
Ivan de Andrade Paixão, Ex-Assessor Técnico na Coordenadoria Municipal de Desenvolvimento Econômico de São Paulo (SP)
Izabela Murici, Sócia-Consultora na Falconi
Januário Montone, Consultor do Monitor Saúde
Jonas Donizette, Prefeito de Campinas (SP)
José Cláudio Junqueira Ribeiro, Ex-Presidente da Fundação Estadual de Meio Ambiente de Minas Gerais
José Rodolfo Fiori, Cofundador do GOVE
Juliana Martins, Coordenadora Institucional do Fórum Brasileiro de Segurança Pública
Larissa de Marco, Coordenadora Municipal de Políticas de Emprego e Renda de São Paulo (SP)
Leandro Ferreira, Presidente do Renda Básica Brasil
Leany Lemos, Ex-Secretária de Estado do Planejamento, Orçamento e Gestão do Rio Grande do Sul
Léo Voigt, Cientista Social
Lisandro Carrillo, Consultor na Falconi
Luiz Carlos Nogueira, Consultor na Falconi
Luiz Ricardo de Bittencourt Souza Renha, Membro do Comitê de Pessoas e Organização da BRK Ambiental
Margareth Zaponi, Secretária Municipal de Educação de Petrolina (PE)
Marília Melo, Presidente do Instituto Mineiro de Gestão das Águas
Marina Schulman, Arquiteta do escritório Jaime Lerner
Mauricio Duarte, Arquiteto do escritório Gehl Architects
Melina Risso, Diretora de Programas do Instituto Igarapé
Michael Guedes, Ex-Secretário Municipal de Comunicação Pública de Juiz de Fora (MG)
Miguel Coelho, Prefeito de Petrolina (PE)
Mírian Lucia Pereira, Professora de Administração Pública na Profiap/Univasf
Paulo Alexandre Barbosa, Prefeito de Santos (SP)
Pedro Chiappini, Sócio-Diretor da Mais Resultados
Pedro Henrique Teixeira Fiorelli, Head de Relações Institucionais da BRK Ambiental
Pedro Parente, Ex-Chefe da Casa Civil
Raquel Lyra, Prefeita de Caruaru (PE)
Renata Martins Domingo, Secretária Municipal de Saúde da Prefeitura de Conde (PB)
Ricardo Henriques, Superintendente Executivo do Instituto Unibanco
Ricardo Ribas, Consultor na Falconi
Rodrigo Barbutti, Coordenador Municipal de Estudo de Impacto de Vizinhança de Campinas (SP)
Samuel Ongaratto, Secretário Municipal de Segurança Pública de Pelotas (RS)
Sérgio Avelleda, Ex-Secretário Municipal de Mobilidade de São Paulo (SP) e Diretor de Mobilidade Urbana da WRI
Silvio Barros, Ex-Prefeito de Maringá (PR)
Tadeu Saravalli, Secretário Municipal de Gabinete de Birigui (SP)
Tarcísio Cintra, Secretário Municipal de Fazenda de Campinas (SP)
Thais Leal Piffer, Assessora da Superintendência do Sebrae-SP
Thiago Pedrino Simão, Chefe de Gabinete do Deputado Federal Geninho Zuliani
Thomas Trebat, Diretor do Columbia Global Centers l Rio de Janeiro
Tulio Kahn, Consultor na Fundação Espaço Democrático
Ursula Dias Peres, Professora de Gestão de Políticas Públicas na Universidade de São Paulo
Vivian Satiro, Secretária Adjunta de Licenciamento de São Paulo (SP)
Washington Bonfim, Ex-Secretário Municipal de Planejamento de Teresina (PI)
William B. Eimicke, Professor na Universidade de Columbia (EUA)
Parceiros institucionais
Frente Nacional de Prefeitos
Columbia Global Centers | Rio de Janeiro
Instituto Humanize
Assista o vídeo sobre a Jornada:

Comunitas e Prefeitura de Caçapava finalizam Jornada para Prefeitos

20/05/2021
A Jornada para Prefeitos está chegando ao fim. A iniciativa liderada pela Comunitas apoiou, ao longo de quase dez meses, novas lideranças públicas no desenvolvimento do Plano de Governo, transição governamental, 100 primeiros dias e Planos de Metas, por meio de conteúdos teóricos, mentorias e imersões técnicas com especialistas em diversas áreas que permeiam a gestão pública.Para o encerramento, a Comunitas está realizando reuniões particulares com os 12 municípios selecionados para a fase de mentorias individuais da jornada.Durante o encontro, que conta com a participação do prefeito ou prefeita do município, da equipe de governo e, também, de consultores da Mais Resultados, são apresentados alguns pontos como a metodologia utilizada pela jornada, a linha do tempo do processo de mentoria, o modelo de governança para execução das metas estabelecidas, além de relatos sobre resultados e impactos do projeto no município.“O encerramento da jornada é o início de um importante trabalho que será realizado pelo município e também o fortalecimento de uma rede de gestores empenhados na transformação do país. A Comunitas continuará próxima desses territórios ao longo desses quatro anos de mandato para acompanhar os impactos dessa iniciativa e, também, construir possibilidades de trabalhar em conjunto. Nosso muito obrigada para todos os municípios que aceitaram embarcar nessa jornada conosco. São lideranças com espírito público que estão pensando e planejando fora da caixa, que se engajaram na busca de uma gestão cada vez mais eficiente e certamente vão deixar um legado para o futuro”, disse a diretora de Conhecimento e Comunicação da organização, Dayane Reis.

Caçapava

A Comunitas e a Prefeitura de Caçapava, município paulista, realizaram a reunião que oficializa o encerramento da Jornada de Prefeitos no último dia 18. Na ocasião, a equipe de governo apresentou à prefeita presente, Pétala do Conviver, o Plano de Metas do município, construído durante a jornada.Para o desenvolvimento do documento, que pactua as ações estratégicas do governo ao longo de quatro ano de mandatos, os gestores priorizaram as áreas de Finanças, Gestão e Planejamento, Saúde e Desenvolvimento Econômico.Já para implementar as propostas, foi construído um quadro de metas e um portfólio de projetos prioritários, que visam tornar as ações da prefeitura mais assertivas. No quadro são definidos objetivos, valores, prazos, área responsável e gestor encarregado da função.Entre os principais objetivos elencados pela gestão de Caçapava como prioritários, estão a geração de emprego e renda com a diversificação dos setores ativos, a instalação de um comitê de gestão financeira, a implementação de um projeto de economia circular integrado à economia criativa, e a criação de um Escritório de Projetos e Captação de Recursos.Além disso, ainda durante a jornada, a prefeitura obteve outros ganhos, à exemplo da elaboração do Plano de Desenvolvimento do Turismo de Caçapava, com o intuito de transformar a economia turística na cidade, e a implementação de ações para enfrentamento de dois grandes desafios na Saúde, como a revisão dos contratos com as organizações sociais e a reestruturação do time e da gestão de pessoas.“É importante para a gestão que façamos planos e metas, mas considero que acompanhamento e avaliação é fundamental, pois é o que faz com que o gestor e o planejamento tenham efetivo sucesso”, disse a prefeita Pétala.

Agenda | Comunitas reunirá prefeitos em conferência de encerramento de jornada

11/05/2021

A Jornada de Formação para novos prefeitos da Comunitas está chegando ao fim. A iniciativa apoiou, ao longo dos últimos meses, novas lideranças públicas no desenvolvimento de Plano de Governos, na transição governamental, nos 100 primeiros dias e na construção do Planos de Metas, por meio de conteúdos teóricos, mentorias e imersões técnicas com especialistas em diversas áreas que permeiam a gestão pública.
Para encerramento, a organização convidou os próprios prefeitos e prefeitas para comentarem sobre o processo de desenvolvimento da jornada, além de participarem de um debate acerca dos desafios de ocupar um cargo de liderança municipal, como planejar uma administração mais eficiente, e os caminhos para lidar com os desafios da administração, à exemplo da pandemia de COVID-19.Também estarão presentes no encontro membros da Governança da organização e especialistas que integram a rede da Comunitas.

Jornadas de Conhecimento e Inovação da ComunitasAs Jornadas de Conhecimento e Inovação da Comunitas são gratuitas e têm como objetivo preparar líderes e gestores públicos a enfrentar desafios complexos com soluções criativas e construir capacidades para transformar a administração pública – buscando a implementação de governos mais ágeis, responsivos e focados nos cidadãos.Além disso, as Jornadas visam garantir que o ciclo de conhecimento do Governo e da Comunitas esteja completo, assegurando que o aprendizado não fique estacionado e estático, mas, sim, que seja usado para alimentar novas iniciativas.Fase 1: Criação de Planos de GovernoA primeira fase da jornada foi voltada para àqueles que possuíam interesse em desenvolver um programa de governo de alta qualidade técnica.Ela foi dividida em duas partes, sendo uma teórica disponível na Rede Juntos, plataforma de conhecimento em gestão pública liderada pela Comunitas, contendo mais de 60 horas de conteúdo, entre videoaulas, trilhas e exercícios práticos – tudo desenvolvido por mais de 50 peritos da área pública.Nos materiais, os participantes têm à disposição módulos de conhecimento em diversas áreas que permeiam a gestão pública, e poderão consultá-los de forma livre e a ritmo autônomo. Cada módulo conta com um teste de conhecimento, que foram obrigatórios para obtenção da certificação oferecida pelo Columbia Global Centers l Rio de Janeiro, escritório da Universidade de Columbia no Brasil.A outra parte da jornada foi formada por mentorias e imersões virtuais com especialistas e gestores públicos brasileiros e internacionais. O intuito foi promover um espaço de troca de experiências e conhecimento qualificado entre todos os envolvidos na jornada.Mais de 30 especialistas compartilharam conhecimento com pré-candidatos (e equipes) a prefeituras brasileiras. Entre eles, estavam Sérgio Avelleda, diretor de Mobilidade Urbana do World Resources Institute (WRI); Vivian Satiro, secretária-adjunta municipal de Licenciamento de São Paulo (SP); Fabio Bernardi, especialista em Comunicação Pública; Elizabeth Jucá, secretária de Desenvolvimento Social do Estado de Minas Gerais; Alexandre Schneider, ex-secretário municipal de Educação de São Paulo (SP); e Januário Montone, ex-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).Foram mais de 650 pessoas inscritas na trilha de conhecimento da Rede Juntos – grande maioria candidatos às prefeituras, de quase 90 diferentes cidades que contemplam todas as regiões do País. São homens (63,6%) e mulheres (36,4%) de diferentes partidos, como PT, PTC, PSOL, PSDB, Rede, PDT, PRTB, e cada um consumiu cerca de 13 horas, em média, dos conteúdos disponíveis na jornada.Fase 2: Transição e 100 Primeiros DiasA segunda fase da jornada buscou apoiar os próximos chefes dos executivos municipais na transição de governo – que, por conta da pandemia, teve o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato.Após mais de 100 inscrições, foram selecionados 53 municípios para participar de mentorias coletivas. Cerca de 15 partidos estavam representados, com lideranças públicas de todas as regiões do País, sendo que a maioria (84%) estava buscando o primeiro mandato.Além de ter acesso às trilhas de conhecimento, conferências virtuais e ferramentas de gestão, os municípios ainda tiveram direito à mentorias técnicas extras com especialistas, com foco em demandas específicas apontadas durante a jornada, como, por exemplo, convênios e parcerias, com Flávio Emílio Rabetti, diretor de Convênios e Contratos de Campinas (SP), previdência social municipal, com Tarcísio Cintra, na época secretário de Finanças de Campinas (SP), e saúde pública em época de pandemia, com Fábio Ferraz, ex-secretário de Saúde e atual de Planejamento e Inovação de Santos (SP).Fase 3: Planos de MetasDos 53 municípios, a Comunitas selecionou 12 para participar da terceira e última fase, de mentorias individuais para o desenvolvimento dos Planos de Metas municipais. Os encontros foram liderados pela consultoria Mais Resultados, parceira técnica da Comunitas.Para seleção, foram estabelecidos critérios como: perfil da liderança, pluralidade partidária e diversidade territorial. Ao aceitar participar da iniciativa, o prefeito ou prefeita precisou assumir o compromisso, por meio da assinatura de uma carta, de envolver-se em todas as etapas do projeto.Cada município selecionado participou de 10 mentorias, com 2h de duração cada, durante três meses. Além dos encontros, eles também receberam diagnósticos personalizados das áreas mais críticas do município, como Finanças, Educação, Saúde e Desenvolvimento Socioeconômico, elaborado pela Mais Resultados e Falconi; uma Agenda 100 que define as prioridades dos 100 primeiros dias de mandato; e um Plano de Metas elaborado junto com um portifólio de prioridades, que visam transformar promessas de campanha em metas alcançáveis.

Em reunião, Comunitas e Prefeitura de Francisco Morato finalizam participação na Jornada para Prefeitos

30/04/2021
A Jornada para Prefeitos está chegando ao fim. A iniciativa liderada pela Comunitas apoiou, ao longo dos últimos meses, novas lideranças públicas no desenvolvimento do Plano de Governo, transição governamental, 100 primeiros dias e Planos de Metas, por meio de conteúdos teóricos, mentorias e imersões técnicas com especialistas em diversas áreas que permeiam a gestão pública.
Para o encerramento, a Comunitas está realizando reuniões particulares com os 12 municípios selecionados para a fase de mentorias individuais da jornada.
Durante o encontro, que conta com a participação do prefeito ou prefeita do município, da equipe de governo e, também, de consultores da Mais Resultados, são apresentados alguns pontos como a metodologia utilizada pela jornada, a linha do tempo do processo de mentoria, o modelo de governança para execução das metas estabelecidas, além de relatos sobre resultados e impactos do projeto no município.
“O encerramento da jornada é o início de um importante trabalho que será realizado pelo município e também o fortalecimento de uma rede de gestores empenhados na transformação do país. A Comunitas continuará próxima desses territórios ao longo desses quatro anos de mandato para acompanhar os impactos dessa iniciativa e, também, construir possibilidades de trabalhar em conjunto. Nosso muito obrigada para todos os municípios que aceitaram embarcar nessa jornada conosco. São lideranças com espírito público que estão pensando e planejando fora da caixa, que se engajaram na busca de uma gestão cada vez mais eficiente e certamente vão deixar um legado para o futuro”, disse a diretora de Conhecimento e Comunicação da organização, Dayane Reis.
Francisco Morato
Localizado na Região Metropolitana de São Paulo e com quase 180 mil habitantes, Francisco Morato participou da segunda reunião de encerramento da Jornada para Prefeitos. Para o desenvolvimento do Plano de Metas, documento que pactua as ações estratégicas do governo ao longo de quatro ano de mandatos, a gestão do município priorizou temas como receita tributária, reforma administrativa, saúde, educação, desenvolvimento econômico e geração de emprego e renda.
Para implementar as ações, durante o desenvolvimento da jornada, por meio do apoio das mentorias técnicas, foi construído um quadro de metas, com definição de prazos e área responsável. Entre as metas, está o estabelecimento de um parque industrial de logística, revisão dos processos de compras e contratações, a criação de um escritório de projetos e captação de recursos, e a avaliação da coleta seletiva como ação de Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e de geração de receita.
Ainda durante a jornada, a prefeitura obteve impactos significativos na administração, com a instituição do Grupo de Trabalho de Desenvolvimento Sócio Econômico e a organização Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social – unidades que buscarão medidas para o avanço do município.
“A mentoria veio em um momento importante, como se fosse uma acolhida e um abraço. Veio na segunda onda da pandemia, quando toda atenção é voltada para as áreas sociais e saúde. O grande desafio está por vir, que é a pós-pandemia, o cenário nacional, e as possibilidades de financiamento público. Nosso governo tem boa vontade e espírito público, pois queremos acertar, traçar um plano com a população que atenda todas as suas expectativas. Nas lacunas, a mentoria chega e nos apoia na definição das melhores estratégias”, declarou a prefeita Renata Sene.

Comunitas divulga prefeitos selecionados para mentorias individuais da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

22/01/2021
Além de mentorias individuais, os(as) prefeitos(as) selecionados(as) receberão um diagnóstico personalizado das áreas mais críticas do municípioDesde novembro de 2020, a Comunitas está acompanhando e oferecendo conhecimento gratuito para dezenas de novos prefeitos e prefeitas brasileiros, por meio da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos – transição governamental, 100 primeiros dias e planos de metas.Para a primeira etapa, foram selecionados mais de 50 prefeitos(as) eleitos(as) em 2020 que demonstraram espírito público de transformação.Agora, a Comunitas selecionou os(as) 12 prefeitos(as) mais engajados(as) nas primeiras fases da jornada, formada por conteúdos teóricos e mentorias coletivas, para participar da próxima fase, de mentorias individuais, que serão ministradas pela consultoria Mais Resultados.Para seleção, foram estabelecidos critérios como: participação e engajamento na primeira fase da jornada, perfil da liderança, pluralidade partidária e diversidade territorial. As mentorias terão duração de três meses.A proposta é que, além das mentorias, os municípios selecionados recebam diagnósticos personalizados das áreas mais críticas do município, como Finanças, Educação, Saúde e Desenvolvimento Socioeconômico, elaborado pela Mais Resultados e Falconi; uma Agenda 100 que define as prioridades dos 100 primeiros dias de mandato; e um Plano de Metas elaborado que transforme promessas de campanha em metas alcançáveis.Confira a lista dos(as) prefeitos(as) selecionados(as) para as mentorias individuais da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos:
  • Luciano Vidal, Paraty (RJ)
  • Kayo Amado, São Vicente (SP)
  • Dinair Veloso, Timon (MA)
  • Francineti Carvalho, Abaetetuba (PA)
  • Lucielle Laurentino, Bezerros (PE)
  • Renata Sene, Francisco Morato (SP)
  • Luiz Paulo, Curvelo (MG)
  • Eliene Liberato, Cáceres (MT)
  • Paula Lemos, Barretos (SP)
  • Pétala do Convivier, Caçapava (SP)
  • Diego Krentz, Ibiraçu (ES)
  • Cleinils Rodrigues da Silva, Gravatal (SC)

Sobre a Jornada

A Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos é uma iniciativa liderada pela Comunitas, organização que fomenta e fortalece um pacto coletivo entre setores para o desenvolvimento sustentável do País, e formada por um conjunto de ações que visam apoiar os novos gestores a enfrentar os desafios de assumir as prefeituras no contexto atual de crise sanitária e econômica.

O projeto disponibiliza, de forma gratuita, o apoio de técnicos e especialistas de alto nível, além da transferência de conteúdo por meio de trilhas de conhecimento aberto, conferências virtuais, mentorias individuais e coletivas, e do oferecimento de ferramentas de gestão.

A participação na jornada tornou-se critério principal para que o município possa fazer parte da rede da Comunitas, tendo apoio direto da governança compartilhada liderada pela organização, formada por lideranças empresariais, governadores, prefeitos e secretários.

Comunitas finaliza primeira fase de mentorias para prefeitos e equipes de transição de governo municipal

21/12/2020

 

A segunda etapa será realizada no final de janeiro, com foco no desenvolvimento do plano de metas para os municípios participantesA Comunitas realizou, na última semana, as primeiras mentorias para os(as) 50 prefeitos(as) selecionados(as) pela Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, iniciativa gratuita que busca apoiar na transição de governo – que, por conta da pandemia, é realizado com o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato, e na elaboração do plano de metas.Além dos chefes dos executivos municipais eleitos em 2020, participaram, também, equipes de transição e futuros secretários das pastas de finanças e orçamento.Na primeira mentoria (15), a conversa foi de prefeito(a) para prefeito(a) – uma oportunidade de os novos eleitos descobrirem os desafios e oportunidades de assumir o cargo. Os mentores participantes foram Raquel Lyra, prefeita de Caruaru (PE), Jonas Donizette, prefeito de Campinas (SP), Paulo Alexandre Barbosa, prefeito de Santos (SP), e Silvio Barros, ex-prefeito de Maringá (PR).“Agradeço demais a equipe da Comunitas pela capacitação”, escreveu o prefeito eleito de Ibotirama (BA).A segunda mentoria (16) foi oferecida por Vivian Satiro, secretária-adjunta de Licenciamento de São Paulo (SP), e Mírian Pereira, professora de Administração Pública na Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf), com o objetivo de apresentar um passo a passo para uma transição de governo sustentável e efetiva.Já a terceira mentoria (17) foi realizada por Dulce Helena Cazzuni, ex-secretária de Planejamento de Osasco (SP) e responsável pela transição 2016/2017, e Guilherme Rezende, especialista em transição governamental, demonstrou à equipe de transição ferramentas para a realização de diagnóstico e identificação das urgências da futura gestão.A quarta e última mentoria contou com as participações de Giovanna Victer, secretária de Finanças de Niterói (RJ) e presidente da Associação Brasileira das Secretarias de Finanças das Capitais (ABRASF), e Úrsula Peres, ex-secretária-adjunta de Planejamento, Orçamento e Gestão de São Paulo (SP) e atualmente professora doutora da Escola de Artes, Ciências e Humanidades da Universidade de São Paulo (USP). O objetivo foi demonstrar a importância de priorizar o equilíbrio das contas já nos primeiros 100 dias de governo e os caminhos para isso.“A mentoria foi muito esclarecedora, com os exemplos práticos apresentados”, disse Mauro Goulart, integrante da equipe de transição e secretário de Obras nomeado para a próxima gestão de Casimiro de Abreu (RJ).Os vídeos completos das mentorias estão disponíveis na Rede Juntos, a plataforma gratuita de conhecimento em gestão pública da Comunitas, e abertos para todos os interessados no tema.Além disso, na plataforma o público encontrará conteúdos e ferramentas para a realização de uma eficiente transição de governo que garanta a continuidade da dos serviços e políticas oferecidas aos cidadãos. Os(as) prefeitos(as) e comissões de transição ainda contam com um grupo de conversa para trocar experiências e tirar dúvidas com a equipe de especialistas da Comunitas durante o processo de transição governamental.“Gostei muito dos materiais sugeridos. Estamos trabalhando com alguns deles”, disse Francineti Carvalho, prefeita eleita em Abaetetuba (PA).

Confira a lista de prefeitos selecionados para participar das mentorias da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

10/12/2020

 

A Comunitas, organização que fomenta e fortalece um pacto coletivo entre setores para o desenvolvimento sustentável do País, está desenvolvendo a Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, iniciativa que busca apoiar os próximos chefes dos executivos municipais na transição de governo – que, por conta da pandemia, será com o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato, e na elaboração do plano de metas.Para isso, a organização disponibilizará, de forma gratuita, o apoio de técnicos e especialistas de alto nível, além da transferência de conteúdo por meio de trilhas de conhecimento aberto, conferências virtuais, mentorias individuais e coletivas, e do oferecimento de ferramentas de gestão.Para participar das mentorias, foram selecionados quase 50 prefeitos(as) eleitos(as) em 2020 que demonstraram espírito público de transformação. Ao aceitar participar da iniciativa, o prefeito ou prefeita precisou assumir o compromisso, por meio da assinatura de uma carta, de engajar-se em todas as etapas do projeto.A participação na jornada teórica é aberta para todos os interessados no tema, com os conteúdos diretamente na Rede Juntos, plataforma de conhecimento sobre gestão pública da Comunitas. Todavia, as mentorias individuais e coletivas serão restritas aos selecionados.“A Comunitas não trabalha com a busca ativa por municípios, mas, ao longo de sua trajetória, recebeu solicitação de apoio de diversos líderes que não integram à sua rede. Agora, principalmente em decorrência da pandemia, a organização optou por selecionar prefeitos e prefeitas eleitas com potencial de desenvolvimento local. Dos quase 100 inscritos, a organização selecionou metade para acompanhar o processo de transição de governo”, disse a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves. “Os gestores foram selecionados de forma apartidária e prezando por diversidade territorial, além de, claro, forte espírito público”, explica.A participação na jornada tornou-se critério principal para que o município possa fazer parte da rede da Comunitas, tendo a possibilidade de ser acompanhado pelos próximos 4 anos de mandato, com apoio direto da governança compartilhada promovida pela organização – coalizão formada por prefeitos, governadores e lideranças privadas.Confira abaixo a lista dos municípios selecionados para participar da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

  • Adriano Silva, Joinville (SC)
  • Alisson de Assis Carvalho, Campo Belo (MG)
  • André Giovanni Pessutto, Fernandópolis (SP)
  • Axel Grael, Niterói (RJ)
  • Bruno Cunha Lima, Campina Grande (PB)
  • Cleinils Rodrigues da Silva, Gravatal (SC)
  • Dário Saad, Campinas (SP)
  • Diego Krentz, Ibiraçu (ES)
  • Dinair Veloso, Timon (MA)
  • Dr. Daniel, Ananindeua (PA)
  • Edilson Tavares, Toritama (PE)
  • Edvaldo Nogueira, Aracaju (SE)
  • Elcio Batista, vice-prefeito de Fortaleza (CE)
  • Eli Doniseti Cardoso, Iacanga (SP)
  • Eliene Liberato, Cáceres (MT)
  • Elisa Araújo, Uberaba (MG)
  • Elizabeth Schmidt, Ponta Grossa (PR)
  • Erica Soler, Potim (SP)
  • Eudes Araújo, Novo Planalto (GO)
  • Fabio Branco, Rio Grande (RS)
  • Fabricio Roncolli, Cândido Rodrigues (SP)
  • Falcão, Patos de Minas (MG)
  • Fernanda Oliveira De Jesus Braga, vice-prefeita de Bonfinópolis (MG)
  • Fernando Breno, Coromandel (MG)
  • Francineti Carvalho, Abaetetuba (PA)
  • Gustavo Perissinotto, Rio Claro (SP)
  • João Carlos dos Santos, Garça (SP)
  • João Martins Neto, Mateiros (TO)
  • Junior Brindarolli, Morretes (PR)
  • Kayo Amado, São Vicente (SP)
  • Laercio Santana, Ibotirama (BA)
  • Laurino Peters, São Bonifácio (SC)
  • Lucas Aparecido da Assumção, Palmares Paulista (SP)
  • Luciano Vidal, Paraty (RJ)
  • Lucielle, Bezerros (PE)
  • Luis Henrique dos Santos Moreira, Jales (SP)
  • Luiz Paulo, Curvelo (MG)
  • Maria Claudenice Pereira de Melo Cristovão, Tabira (PE)
  • Maria da Graça Medeiros Matos, Nova Ipixuna (PA)
  • Miguel Coelho, Petrolina (PE)
  • Mireli Cristina Leite Ruviéri Martins, Orindiúva (SP)
  • Nelita Michel, Iracemópolis (SP)
  • Padre William, Alcântara (MA)
  • Paula Cristina Ioris de Oliveira, Vice-prefeita de Caxias do Sul (RS)
  • Paula Lemos, Barretos (SP)
  • Pedro Alexandre Medeiro de Souza, São Bento do Una (PE)
  • Pétala do Convivier, Caçapava (SP)
  • Ramon Dias Gidalte, Casimiro de Abreu (RJ)
  • Renata Sene, Francisco Morato (SP)
  • Rogério Santos, Santos (SP)
  • Rômulo Luís de Lima Ripa, Porto Ferreira (SP)
  • Ulisses Maia, Maringá (PR)
  • Wagner Rodrigues, Araguaína (TO)
  • Zé Ricardo, Igarapava (SP)

Com participação de Pedro Parente e Firmino Filho, Comunitas lança jornada de transição de governo e 100 primeiros dias

03/12/2020

 

A Comunitas lançou, ontem (02), a Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, iniciativa que busca apoiar os próximos chefes dos executivos municipais na transição de governo – que, por conta da pandemia, será com o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato, e na elaboração do plano de metas.O lançamento contou com as participações de Pedro Parente, ex-chefe da Casa Civil e responsável pela transição entre os governos de Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula da Silva, atualmente presidente do conselho da BRF; Firmino Filho, prefeito da rede Comunitas eleito quatro vezes em Teresina (PI), e que agora está em momento de transição de governo com um partido de oposição; e com mediação de Fernando Schüler, cientista político e professor do Insper.“O intuito da Comunitas com essa nova jornada é apoiar as novas lideranças públicas municipais nos muitos desafios que enfrentarão a partir de 2021. Acreditamos que apenas atuando de forma coletiva, por meio de uma governança compartilhada entre setor público, privado e sociedade, fará com que a gente consiga transformar a realidade brasileira”, explicou José Roberto Marinho, um dos membros da Governança da Comunitas, durante abertura do encontro, que também contou com a participação de Regina Esteves, diretora-presidente da organização.Aproximadamente 80 pessoas prestigiaram o debate. O público foi formado, principalmente, por prefeitos, prefeitas, secretários municipais, e por representantes de equipes de transição. Entre os prefeitos eleitos, estavam das cidades de Niterói (RJ), Santos (SP), Abaetetuba (PA), São Roque (SP), Santa Rita (PB), Campo Belo (MG) e Uruoca (CE).“O debate protagonizado pelo Parente e Firmino foi de um conteúdo valioso para nós, gestores públicos, que enfrentaremos anos desafiadores pela frente. Assim como a jornada criada pela Comunitas, que considero uma iniciativa fundamental e chega em um momento essencial para os futuros prefeitos, prefeitas e secretários municipais, pois o início de mandato é a oportunidade ideal de organizar a casa para conseguir pensar no futuro”, disse o secretário de Finanças de Paraty (RJ), Lêonidas Santana.Durante o encontro, os especialistas abordaram caminhos para que os novos prefeitos e prefeitas do País possam realizar uma transição de governo eficiente e sustentável, garantindo a manutenção das políticas e dos serviços públicos oferecidos aos cidadãos.De acordo com Pedro Parente, para uma transição ser efetiva é fundamental que ambos os prefeitos – o que está de saída e o que está de entrada – estejam imbuídos do espírito público, realizando o processo de troca de governos com dedicação e disponibilidade. “As eleições acabaram, portanto, interesses partidários e políticos devem ficar em segundo plano em função de um interesse maior da sociedade”, disse.Em sua apresentação, Parente ainda citou um equívoco que considera grave, mas ainda recorrente em transições governamentais. “É um erro o gestor achar que a vida inteligente começou quando ele chegou no cargo, e desprezar tudo que existia como feito por gente incompetente. Esse pensamento custa muito caro a quem tá chegando à gestão, principalmente em termo e tempo e processo”, considerou.Para Firmino Filho, é preciso dar maior atenção quando a transição é realizada entre blocos partidários opostos. Segundo ele, esse é o momento onde deve haver diálogo respeitoso entre as equipes qualificadas para troca das informações importantes.“A transição é o instante no qual a democracia demonstra sua maturidade, pois, passada as eleições, é fundamental que as instituições possam continuar funcionando. A gestão pública não pode ser somente política, existem diversos processos voltados gerar resultados concretos para melhorar a vida da população”, disse.Outra recomendação dada pelo prefeito, já eleito quatro vezes, é sobre a importância de a liderança não ceder a pressões políticas por cargos, evitando repartir a máquina pública por interesses de partidos. Ele deu exemplo da própria Teresina, onde foi realizado um trabalho de isolamento político da Secretaria de Educação. Como resultado, a capital está em primeiro lugar entre as capitais no ranking de educação pública – mesmo com o segundo menor custo por aluno.

Clique aqui e confira o lançamento completo:

Comunitas lança primeira parte da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

02/12/2020

 

A primeira parte teórica da Jornada Desafios Dos Futuros Prefeitos está no ar. Liderada pela Comunitas, organização da sociedade civil que fomenta e fortalece um pacto coletivo entre setores para o desenvolvimento sustentável do País, a iniciativa é uma excelente oportunidade que o(a) prefeito(a) eleito em 2020 tem de obter mais conhecimento para realizar uma transição de governo eficiente e sustentável, garantindo a continuidade da dos serviços e políticas oferecidas aos cidadãos.Os conteúdos estão disponíveis na Rede Juntos, a plataforma gratuita de conhecimento em gestão pública da Comunitas. Na ferramenta, o público encontrará os primeiros módulos da jornada: Introdução à Gestão Pública Municipal; Como fazer a Transição Governamental; e Passo a Passo para a Transição (conteúdo parcial).Os materiais da jornada são abertos para todos os interessados no tema, todavia a participação nas mentorias individuais e coletivas serão mediante inscrição (até dia 08 de dezembro) e restritas à cerca de 20 prefeitos(as) selecionados – e o engajamento do(a) prefeito(a) em todas as etapas da jornada (inclusive a teórica) é fundamental para participar da seleção para as mentorias.Além disso, a participação na jornada tornou-se critério principal para que o município possa fazer parte da rede da Comunitas, tendo apoio direto da governança compartilhada promovida pela organização, com reuniões periódicas e acompanhamentos de projetos a longo prazo.

Com participação de Pedro Parente, conferência virtual da Comunitas lança Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos

27/11/2020

 

A Comunitas está lançando a Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, iniciativa com foco em apoiar os novos chefes dos executivos municipais na transição de governo, na construção da agenda dos 100 primeiros dias e no plano de metas.O lançamento oficial será marcado por um encontro virtual que debaterá os caminhos para uma transição de governo eficiente e transparente.

Comunitas seleciona prefeitos para receber apoio durante transição de governo e 100 primeiros dias

27/11/2020

 

A Comunitas, organização que fomenta e fortalece um pacto coletivo entre setores para o desenvolvimento sustentável do País, está selecionando prefeitos e prefeitas eleitas em 2020 para participar da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos.A iniciativa busca apoiar os próximos chefes dos executivos municipais na transição de governo – que, por conta da pandemia, será com o menor tempo da história, na construção da agenda prioritária dos 100 primeiros dias de mandato, e na elaboração do plano de metas.Para isso, a Comunitas disponibilizará o apoio de técnicos e especialistas de alto nível, além da transferência de conteúdo por meio de trilhas de conhecimento aberto, conferências virtuais, mentorias individuais e coletivas, e do oferecimento de ferramentas de gestão.A participação na jornada é aberta para todos os interessados no tema, todavia as mentorias individuais e coletivas serão restritas à cerca de 20 prefeitos e prefeitas selecionadas. Serão escolhidos municípios onde a liderança (prefeitos, vice-prefeitos e secretários) possuam forte espírito público e apresentem participação ativa em todos os processos da jornada. Ao aceitar participar da iniciativa, o prefeito ou prefeita assume o compromisso, por meio da assinatura de uma carta, de engajar-se em todas as etapas do projeto.A participação na jornada ainda dará ao novo prefeito e prefeita acesso à uma rede formada por lideranças públicas, novatas e experientes, com o objetivo de fomentar a troca de experiências e conhecimento entre os mesmos.Além disso, a participação na jornada tornou-se critério principal para que o município possa fazer parte da rede da Comunitas, tendo apoio direto da governança compartilhada promovida pela organização, com reuniões periódicas e acompanhamentos de projetos a longo prazo.“Um dos pilares da Comunitas é a importância da construção de políticas públicas de Estado e não de governo, que sejam sustentáveis e efetivas. A Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos é uma iniciativa que visa fortalecer esse propósito, garantindo continuidade às políticas já implementadas e evitando prejuízos aos cidadãos”, explica Regina Esteves, diretora-presidente da organização.Calendário da jornada

  • Dia 30/11: Lançamento do conteúdo na plataforma Rede Juntos*
  • Dia 2/12: Lançamento da jornada durante conferência virtual
  • Dia 8/12: Último dia para inscrições e envios dos formulários assinados pelos prefeitos interessados
  • Dia 10/12: Anúncio dos municípios selecionados para mentoria coletiva

*Todo o conteúdo textual, checklists e ferramentas estarão disponíveis para acesso direto na Rede Juntos

Inscrição

>>> O prefeito ou prefeita interessada em participar da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos deve preencher o formulário de inscrição clicando aqui.

Conferência virtual marca lançamento da jornada Marcando o lançamento da Jornada Desafios dos Futuros Prefeitos, a Comunitas realizará, no dia 2 de dezembro, às 19h, uma conferência virtual que debaterá os desafios da transição governamental durante a pandemia provocada pela Covid-19.O encontro contará com a participação de Pedro Parente, ex-chefe da Casa Civil e responsável pela transição FHC x Lula, atual presidente do conselho da BRF; Firmino Filho, prefeito de Teresina (PI); e Fernando Schüler, cientista político e professor do Insper.

>>> Para assistir, inscreva-se clicando aqui: https://bit.ly/LancamentodaJornadaDesafiosdosFuturosPrefeitos

Comunitas lança jornada para auxiliar na formulação de planos de governo de impacto

21/07/2020

 

Plano de governos são itens essenciais para alguém que possua a intenção de ser candidato ou candidata à um cargo executivo. Obrigatórios, neles devem constar os projetos e bandeiras que o candidato pretende implementar no governo, caso eleito. São neles, também, que o cidadão buscará informações mais detalhadas sobre os objetivos e intenções dos candidatos – e é por isso que um plano de governo eficiente é fundamental, ainda mais em um contexto pós-pandemia.Para auxiliar possíveis novas lideranças públicas nesse quesito, a Comunitas desenvolveu uma jornada de aprendizado que visa contribuir para a construção de planos de governos municipais mais transparentes, efetivos e com foco em soluções.Com inscrições abertas até o próximo dia 17, a jornada disponibiliza aulas teóricas, apoio e conteúdo estratégico para os candidatos às prefeituras, por meio de dois eixos: uma trilha de aprendizado autônoma presente na Rede Juntos, plataforma digital de conhecimento em gestão pública liderada pela Comunitas; e outro eixo de mentoria coletiva para elaboração de planos de governo de equipes selecionadas.O trabalho é construído com apoio de gestores e especialistas da área pública, como Henrique Oliveira, secretário de Educação de Caruaru (PE); Vivian Satiro, secretária-adjunta de Licenciamento de São Paulo (SP); Samuel Ongaratto, secretário de Segurança Pública de Pelotas (RS), e Fernando Schüler, cientista social e professor do Insper.“Com anos de experiência junto à prefeitos e governadores, a Comunitas entende as demandas da gestão pública e sabe que o cenário pós-pandemia será ainda mais desafiador. Esse trabalho é uma forma de transferirmos esse conhecimento e aprendizado para a formação de novas lideranças públicas ainda mais preparadas e engajadas no avanço do País”, explica a diretora-presidente da Comunitas, Regina Esteves.

Na imprensa

Confira matérias sobre a Jornada de Formação para Novos Prefeitos que saíram na imprensa!

 

Revista Exame – “Live nesta quarta quer ajudar prefeitos eleitos na transição de governo” – 02/12/2020 por Leo Branco

 

A Tribuna – “Comunitas encerra Jornada de Formação para novos Prefeitos”  – 21/05/2021 por Redação

 

Frente Nacional de Prefeitos – “Presidente da FNP fala sobre desafios para o próximo mandato de prefeitos” –  20/08/2020 por Lívia Palmieri

 

Estadão – “ONG’s oferecem ‘cursinho de prefeito’ para ajudar a planejar cidades” – 29/05/2021 por Bianca Gomes e Luiz Henrique Gomes

 

Metrópoles – “Entidade oferece curso gratuito online sobre transição, 100 dias de governo e plano de metas para futuros prefeitos e equipes de todo o Brasil” – 15/12/2020 por Dino

Material de apoio

Aqui você encontra materiais de apoio para a jornada que auxiliam na fixação, sistematização e aprofundamento do conteúdo. Para acessa-los, faça download abaixo.

 

Publicações:

 

Videoaulas

Para deixar o conteúdo ainda mais diverso e completo, a jornada contou com dezenas de videoaulas feitas por especialistas. Todo esse material fica disponível gratuitamente no canal do Youtube da Rede Juntos.

 

Confira abaixo as vídeo aulas respectivas a cada fase da Jornada de Formação para Novos Prefeitos!

1ª Fase: Como elaborar planos de governo realistas e transformadores

2ª Fase: Assumindo as gestões: transição governamental e os cem primeiros dias

3ª Fase: Como transformar propostas de governo em metas alçáveis

Trilhas

Cada fase da jornada contou com uma trilha de conhecimento exclusiva que trouxe seus principais tópicos abordados em textos, ferramentas e vídeo aulas. O que foi um material imprescindível para os participantes da jornada é também um documento rico para futuros gestores em transição governamental, por isso fica disponível gratuitamente na plataforma da Rede Juntos.

 

Confira abaixo as trilhas respectivas a cada fase da Jornada de Formação para Novos Prefeitos!

Como elaborar planos de governo realistas e transformadores

1ª Fase

A trilha Jornada de Planos de Governos Municipais da a largada à nossa jornada. Aqui você encontra uma introdução à gestão pública municipal, suas finanças e diferentes setores, como saúde e educação. Além disso, a trilha aborda como a comunicação pode ser otimizada e a administração, modernizada, terminando com um módulo mais abrangente sobre gestões internacionais.

Assumindo as gestões: transição governamental e os cem primeiros dias

2ª Fase

Na segunda fase, a trilha da vez é 100 Dias e Plano de Metas. Aqui especialistas discutem a elaboração de metas para alguns dos mais importantes setores da administração pública: saúde, desenvolvimento social, educação, saneamento básico, desenvolvimento econômico e turismo. Não só isso, a trilha traz também explicações sobre como engajar a população na escolha das metas e como garantir que as mesmas estejam dentro do orçamento do município.

Como transformar propostas de governo em metas alçáveis

3ª Fase

Para fechar a jornada com chave de ouro, a trilha Desafio dos Futuros Prefeitos aborda qual é a melhor maneira de fazer uma transição eficaz e organizada, trazendo cases, ferramentas e checklists.

Resultados

A Jornada de Formação para Novos Prefeitos teve mais de 650 candidatos inscritos e contou com mais de 500 participantes durante todo o seu período de duração. Como resultado, foram 120h de conteúdos disseminados entre os participantes das 3 fases, tendo 9 candidatos sendo eleitos prefeitos e 12 planos de metas construídos. Abaixo você confere os resultados entregues por cada um dos 12 municípios que participaram da última fase da Jornada.

Abaetetuba (PA)
  • Criação do Grupo de Trabalho integrando as áreas em torno de um Plano de Desenvolvimento Econômico e Social;
  • Meta de desenvolvimento econômico e social, incluindo tanto o crescimento do PIB quanto a redução da pobreza;
  • Meta de redução da Dívida Previdenciária por meio da liquidação de alguns patrimônios em leilão (ex.: terrenos do município);
  • Projeto de transferência do emplacamento para o município, para cobrança de IPVA, com consequente desconto no IPTU.
Bezerros (PE)
  • Processo de Planejamento Estratégico com todas as áreas pilotado pelo Secretário de Governo, Planejamento e Gestão Estratégica;
  • Projetos detalhados para a Saúde, entre eles o plano para finalização do novo hospital municipal com foco na reorganização da rede;
  • Ações integradas de Infraestrutura e serviços públicos;
  • Projeto de redução da Dívida Previdenciária.
Cáceres (MT)
  • Abrangência das metas e projetos – muitas das áreas críticas possuem suas metas e projetos para o mandato;
  • Metas de Saúde (fila, cobertura e óbitos) e educação (ensinos remoto e híbrido) claras, focadas e com projetos detalhados;
  • Estruturação do Plano e do financiamento do Turismo;
  • Projetos financeiros adiantados, com grande parte das ações realizadas durante o período de Mentoria;
  • Estruturação do Comitê de Gestão Financeira.
Caçapava (SP)
  • Foco em finanças para garantia do equilíbrio fiscal e aumento da capacidade de investimento – Encontro com a Rede Comunitas;
  • Elaboração do Plano de Desenvolvimento do Turismo de Caçapava, com o intuito de transformar a economia do Turismo na cidade;
  • Ações para enfrentamento de dois grandes desafios na Saúde: o contrato da OS e a reestruturação do time e da gestão de pessoas.
Francisco Morato (SP)
  • Profundidade e detalhamento das Metas e Projetos;
  • Foco em economia, arrecadação, investimento e redução da pobreza;
  • Instituição do Grupo de Trabalho de Desenvolvimento Sócio Econômico;
  • Organização Conselho de Desenvolvimento econômico e social da cidade;
  • Implementação do parque industrial de logística;
  • Promoção do e-commerce dos pequenos negócios locais;
  • Projeto de parcerias (empresa pública de energia elétrica como PPP);
  • Avaliação da coleta seletiva como ação de ODS e de geração de receita.
Paraty (RJ)
  • Liderança do processo pelo Sec. de Fazenda;
  • Ampla participação de Secretárias(os) e diversas áreas;
  • Interação entre áreas e projetos conjuntos, por exemplo, Pesca com Agricultura e Educação com Esporte e lazer;
  • Foco em alternativas práticas e de curto e médio prazo.
Ibiraçu (ES)
  • Ganho de R$ 600 mil com gastos de pessoal, em 3 meses, pela reorganização do quadro
  • Meta de aumento da autonomia econômica da população – mudança cultural;
  • Meta de implementação da plataforma de ensino híbrido – mudança do modelo;
  • Estruturação do Escritório de Projetos e Captação de Recursos;
  • Critérios e contrapartidas do Programa Municipal de Habitação de Interesse Social:
    • Pessoas com renda familiar baixa e impossibilidade de aumento no curto prazo;
    • Cadastro e participação nos programas de desenvolvimento
Gravatal (SC)
  • Priorização e participação do Prefeito em todas as reuniões;
  • Encontro com a Rede Comunitas;
  • Ações de 100 dias planejadas e realizadas durante a Jornada;
  • Envolvimento de agentes externos (empresários da cidade);
  • Construção do plano detalhado para a iniciativa de desenvolvimento tecnológico e inovação (parque tecnológico).
Barretos (SP)
  • Priorização das ações na área de educação;
  • Mapeamento dos projetos na assistência Social.
São Vicente (SP)
  • Processo de gestão e governança definido;
  • Projetos e plano de ações na Saúde e Turismo.
Curvelo (MG)
  • O município tem um planejamento da cidade com os projetos e indicadores estabelecidos e usará um escritório de projetos para apoiar no processo de gerenciamento, monitoramento e governança.
Timón (MA)
  • Análise detalhada dos gastos da prefeitura com parametrizações e meta de redução;
  • Envolvimento e engajamento da equipe da prefeitura;
  • Priorização das ações e governança na saúde.
Quem participou

Os doze municípios que receberam mentorias individuais e seus respectivos prefeitos na época foram:

 

  1. Cáceres (MT) – Eliene Liberato
  2. Paraty (RJ) – Luciano Vidal
  3. São Vicente (SP) – Kayo Amado
  4. Timon (MA) – Dinair Veloso
  5. Abaetetuba (PA) – Francineti Carvalho
  6. Bezerros (PE) – Lucielle Laurentino
  7. Francisco Morato (SP) – Renata Sene
  8. Curvelo (MG) – Luiz Paulo
  9. Barretos (SP) – Paula Lemos
  10. Caçapava (SP) – Pétala do Convivier
  11. Ibiraçu (ES) – Diego Krentz
  12. Gravatal (SC) – Cleinils Rodrigues da Silva
Diego Krentz
Prefeito de Ibiraçu (ES)

Meu secretário de governo e minha secretária de administração, as pessoas mais próximas de mim aqui na sede, e os demais secretários de saúde, educação e assistência social participaram ativamente [das outras atividades]. Eles tiveram outra visão, tiveram que pensar fora de Ibiraçu. Às vezes, nós estamos morando em Ibiraçu, vivendo essa realidade, mas não conhecemos a realidade de um município –
não importa se maior ou menor – onde podemos implementar a mesma coisa que eles estão realizando. Podemos fazer uma adaptação e implementar.

Luiz Paulo Guimarães
Prefeito de Curvelo (MG)

Eu pude ter acesso a cases diferenciados que me ajudaram a formatar o meu plano de governo com excelência. Isso fica claro, por exemplo, porque eu estudei muito a área de saúde. [Na época,] eu chamei o meu futuro secretário – funcionário concursado e presidente do conselho municipal de saúde – para apresentar meu plano e ele falou: ‘Isso aqui está bom demais! Quem escreveu para você?’. E eu havia escrito aquilo com a ajuda das aulas.

Francinete Carvalho
Prefeita de Abaetetuba (PA)
A maior ferramenta de poder é o conhecimento. E a Jornada trouxe para nós, prefeitos, e para as nossas equipes o conhecimento. Trouxe a oportunidade de compartilhar esse conhecimento e aprender na troca de experiências, algo fundamental em um momento tão difícil para os prefeitos desses país.
Lucielle Laurentino
Prefeita de Bezerros (PE)
Com a mentoria a minha equipe amadureceu muito. Além de trazer muitas ideias, também ganharam mais confiança para tomar decisões mais seguras para enfrentar os desafios do momento. Foi um fôlego para a administração.

 

Sobre a jornada

A Jornada de Formação para Novos Prefeitos foi a primeira jornada de conhecimento pensada e desenvolvida pelo Hub de Inovação da Comunitas, Inova Juntos, liderado por Mariana Nascimento Collin. A jornada aconteceu durante os anos de 2020 e 2021, quando as eleições municipais e inícios das respectivas gestões foram profundamente afetados pela pandemia de COVID-19. A fim de contemplar todos os desafios da transição governamental nesse cenário atípico, a jornada foi dividida em três fases: elaboração de planos de governos, primeiros 100 dias, e transformação de propostas em metas viáveis, sendo que a primeira contou com a participação do escritório da Universidade de Columbia no Brasil, Columbia Global Centers – Rio de Janeiro.

 

Além de acompanhar de perto doze municípios brasileiros ao longo de quatro meses com mentorias individuais e diagnósticos personalizados, a jornada também instruiu cerca de mil pessoas ao longo de suas três fases, que totalizaram dez meses. Ao longo desse período, foram disponibilizadas na plataforma Rede Juntos vídeo aulas, exercícios e material textual, além de palestras e rodas de conversa organizadas pela equipe da Comunitas, que trouxe mais de 30 especialistas das mais variadas áreas para conversar com os gestores públicos.

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *