Blog
Na imprensa
Material de apoio
Videoaulas
Trilhas
Trilha de Guia para a Transformação de Pessoas no Setor Público está sendo produzida simultaneamente a Jornada de Conhecimento de mesmo nome, organizada pelo hub InovaJuntos da Comunitas. A cada fase, o gestor público poderá encontrar ferramentas metodológicas que o auxilie, juntamente com sua equipe técnica, para transformar a gestão de pessoas do seu município.

 

Para inscrever-se na trilha e fazer a sua própria Jornada.

Resultados
Quem participou

Os cinco municípios selecionados da Jornada de Transformação da Gestão de Pessoas no Setor Público são:

 

1. Fortaleza (CE)

A capital do cearense, tem 2.686.612 habitantes e é governada pelo prefeito é José Sarto Nogueira. Junto com sua equipe, ele propôs como desafio para nossa jornada o dimensionamento da Força de Trabalho, como o Fortaleza 2040.

 

2. Maceió (AL)

A capital de Alagoas conta população de 1.025.360 habitantes e quem administra a cidade é o prefeito João Henrique Caldas. A equipe do município apresentou dois questionamentos para serem resolvidos nesta jornada: alocação de pessoal e capacitação de liderança.

 

3. Niterói (RJ)

A cidade de Niterói tem pouco mais de 500 mil habitantes e atualmente é administrada por Axel Grael. E a participação do município nesta jornada busca um problema a ser resolvido é o banco de dados dos funcionários públicos. Não existe um cadastro. Por isso, a implantação do Banco de Talentos será um passo importante para o município.

 

4. Pelotas (RS)

Pelotas fica no Rio Grande do Sul e tem pouco mais de 300 mil habitantes. A cidade é administrada por uma mulher, a prefeita Paula Mascarenhas. O município apresentou ideias para melhorar a gestão, como a implementação de plano de cargo, carreira e remuneração, a partir de progressões por tempo de colaboração, com o objetivo de valorizar o funcionário. Outro ponto importante é a preocupação da saúde dos servidores, visando a melhorar a qualidade do trabalho e saúde mental

 

5. Ribeirão Preto (SP) 

Ribeirão Preto tem cerca de 500 mil habitantes e seu atual prefeito é Duarte Nogueira. O município apresentou dois pontos que precisam de resolução: avaliação de desempenho, e aspiração de carreira.

Daniel Gobbi
Vice-prefeito de Ribeirão Preto
A parceria com a Comunitas vai ser uma locomotiva para a administração reconhecer e valorizar o servidor de Ribeirão
Paula Mascarenhas
Prefeita de Pelotas
A Jornada está atuando com o apoio técnico para o avanço da gestão de recursos humanos dentro da administração, construindo e modernizando a estrutura de recursos humanos da prefeitura. Essa parceria com a Comunitas tem ajudado muito a transformar a vida dos cidadãos e cidadãs de Pelotas
Sobre a jornada

A Jornada de Transformação da Gestão de Pessoas no Setor Público tem como propósito desenvolver soluções inovadoras a desafios de gestão de pessoas em governos municipais. Para isso, os cinco municípios selecionados pela Comunitas participarão de oficinas e mentorias durante 8 meses para desenvolver um projeto de melhoria na gestão de pessoas da administração. As oficinas contarão com três fases sendo elas: exploração e inspiração, ideação, e prototipação e pilotagem. Já as mentorias entram para complementar no desenvolvimento dos projetos a partir do tema escolhido por cada município. 

 

Nesta página, você poderá acompanhar um pouco do que está sendo trabalhado na Jornada como a disseminação do conhecimento através de trilhas, videoaulas, blogposts, entre outros. Além de poder conferir as notícias que sairem na imprensa, bem como os feedbacks dado pelos municípios participantes desta Jornada.

Com o apoio da Comunitas, Campinas vai promover processos de inovação na Escola de Governo do município
27/05/2022
 
Município paulista pretende reestruturar a Escola de Governo para capacitar servidores em prol da melhoria dos serviços públicos.

 

Crédito da imagem: Prefeitura Municipal de Campinas
O InovaJuntos, Hub de Inovação da Comunitas, vem promovendo, ao longo dos últimos quatro meses, o Programa de Transformação em Gestão de Pessoas no Setor Público. Ao todo, seis municípios participam do projeto, que está na fase de ideação e prototipação de soluções para enfrentar o desafio selecionado pelas equipes na temática do Programa. Campinas, uma das cidades participantes da Jornada, busca reformular a Escola de Governo para torná-la mais voltada para processos de inovação em gestão de pessoas.
A ideia é promover uma reestruturação da área de capacitação, formação e desenvolvimento humano de modo que os servidores estejam preparados para oferecer produtos de qualidade aos servidores e, consequentemente, serviços qualificados à população.
O Programa, que tem duração de oito meses, conta com o apoio da Fundação Lemann e tem o objetivo de desenvolver soluções inovadoras a desafios de gestão de pessoas em governos municipais. A ideação e prototipagem das soluções é a terceira etapa do processo.
Seleção dos desafios
Campinas identificou que um grande desafio para o município é a capacitação dos servidores por meio da Escola de Governo, que, atualmente, só oferece cursos ligados ao bem estar do servidor, mas não se refletem em capacitação para os processos de trabalho.
A equipe da cidade acredita que é necessário reestruturar a Escola de Governo, criando um laboratório de inovação na própria Escola, para capacitar os servidores com metodologias de inovação para que, assim, possam ampliar o impacto de sua atuação.
Para isso, a equipe da cidade paulista realizou uma pesquisa de campo com sete servidores. Esse contato com colegas e gestores foi fundamental para a escolha do desafio, pois, ao mesmo tempo em que foi possível identificar as principais dores do serviço público local, também trouxe o aprendizado necessário para direcionar Campinas na etapa de definição do principal problema.
O desafio escolhido pela cidade foi resumido na questão “Como podemos reestruturar a Escola de Governo para que ela promova processos de inovação na oferta de ações educacionais considerando que esta equipe não está preparada para a mudança?”
Para Regina Esteves, diretora-presidente da Comunitas, as Escolas de Governo são fundamentais para o crescimento profissional dos servidores e, portanto, uma fonte de motivação. “Todo mundo tem ambição e deseja crescer profissionalmente. Quando as Escolas de Governo passam a ter uma importância central no funcionalismo público, isso motiva os servidores. E motivação é sinônimo de melhores entregas”, explicou ela.
Comunitas realiza primeira imersão com os 6 municípios do Programa Transformação da Gestão de Pessoas
17/02/2022

 

Os times das prefeituras puderam estabelecer o primeiro contato e conhecer iniciativas bem sucedidas em gestão de pessoas para se inspirar
Empolgante. Estimulador. Desafiador. Essas foram algumas das palavras que as equipes das prefeituras participantes do Programa Transformação da Gestão de Pessoas usaram para descrever as primeiras impressões que tiveram na primeira imersão, realizada nesta sexta (04) junto com a Comunitas e em parceria com a Fundação Lemann.
Cerca de 40 pessoas dos seis municípios selecionados participaram do encontro que durou duas horas e meia. A reunião também contou com a participação de Fabrício Cobra Arbex, secretário-executivo de Gestão da prefeitura de São Paulo, e Marcia Regina Moralez, coordenadora de gestão de pessoas da Secretaria Executiva de Gestão, também da prefeitura de São Paulo, que apresentaram cases de sucesso em gestão de pessoas. O objetivo dos relatos era inspirar as equipes em iniciativas bem sucedidas na temática do Programa.
O Programa faz parte da estratégia de inovação do Hub InovaJuntos, da Comunitas, cujo foco é apoiar seis municípios a desenvolver e implementar soluções inovadoras a desafios da gestão de pessoas. Com duração de oito meses, a previsão de término é para outubro.
“A gente entende que a melhoria da administração pública só vai acontecer por meio da gestão de pessoas”, afirmou Letícia Biaggioni, da Fundação Lemann, que participou de todo o processo de desenvolvimento do Programa. Além disso, ela também explicou quais são os seis pilares a serem trabalhados durante o projeto, tais como atração, pré-seleção, desenvolvimento e engajamento de pessoas.
A metodologia do Programa se dá por meio de realização de oficinas semanais coletivas com representantes dos municípios, bem como oficinas e mentorias individuais, com o objetivo de mergulhar nas especificidades locais.
A primeira fase da jornada passa pelo o mapeamento dos desafios e é dividida em três etapas:
Oficina 1 – Levantamento e apresentação do contexto de gestão de pessoas às equipes e mapeamento de problemas;
Oficina 2 – Mapeamento de causas e Seleção de Desafios
Oficina 3 – Capacitação sobre monitoramento e avaliação e desenho de indicadores de acompanhamento dos desafios
Dayane Reis, diretora de Comunicação, Conhecimento e Inovação da Comunitas, parabenizou os municípios e explicou a atuação da organização. “O nosso objetivo é pensar em projetos, com foco na resolução de problemas, de forma a conseguir sustentabilidade e perenidade das ações. Para todos os problemas que são enfrentados por uma gestão, a gente constrói soluções por meio de uma governança compartilhada entre os setores público e privado.”
Durante a reunião, os participantes foram divididos em seis grupos para uma dinâmica. Em seguida, os mentores da rede Comunitas relataram suas experiências com o desenvolvimento de programas de gestão de pessoas.
Fabrício Cobra Arbex, um dos mentores da Rede da Comunitas que apoio no desenvolvimento das equipes, explicou que, para implementar boas iniciativas é importante ouvir a área técnica do secretariado, para descobrir o que é viável e importante de se implementar. Além disso, o envolvimento da liderança é fundamental para que o projeto seja votado. “O prefeito precisa abraçar as medidas e entender a importância das ações, para que ele também seja uma liderança junto à Câmara Municipal, visto que a implementação da grande maioria dos projetos depende de criação de leis.”
Comunitas prorroga prazo para inscrição na Jornada de Transformação em Gestão Pública
23/12/2021
 
A inscrição no Programa, que visa apoiar municípios no desenvolvimento de soluções para desafios na gestão de pessoas, pode ser feita até o dia 23
A Comunitas prorrogou o prazo para a inscrição no processo seletivo para o Programa de Transformação em Gestão de Pessoas no Setor Público. O deadline passou para o dia 23, antevéspera de Natal, e a escolha dos cinco municípios participantes se dará por meio de formulário de inscrição, disponível neste link. A análise das inscrições será realizada com base em critérios objetivos e sistema de pontuação, já determinados pelas equipes da organização e parceiros. A Jornada é realizada pelo Hub Inovajuntos da organização e conta com o apoio da Fundação Lemann.
A previsão é que a lista de selecionados seja divulgada até o dia 10/01. As atividades da Jornada iniciarão na terceira semana de janeiro, com três atividades no final do mês.
Quem pode participar?
A inscrição está aberta somente para prefeituras e não indivíduos isolados. Serão selecionados 5 (cinco) municípios com equipes pré-definidas. Pessoas do setor privado, terceiro setor e academia não podem se inscrever.
Por que participar?
As equipes selecionadas terão a oportunidade de endereçar uma questão relevante na área de gestão de pessoas, visto que o Programa vai apoiar os municípios a alcançarem uma gestão mais eficiente e gerar melhorias na prestação de serviços. Além disso, a Jornada irá permitir que cada município mapeie seus principais problemas relacionados à temática e mergulhe na realidade local para compreender as causas de cada desafio.
O Programa também vai proporcionar diversos momentos de aprendizado, tanto passivo quanto ativo. De um lado, os participantes terão acesso ao conteúdo programático por meio de encontros coletivos e tutorias realizadas por gestores da rede da Comunitas. Por outro, eles vão desenvolver competências para inovar com o processo de criação e o desenvolvimento de soluções que se baseará exclusivamente em métodos de inovação colaborativa. Nesse sentido, cada município irá apontar um desafio a ser trabalhado durante o processo e as equipes irão criar e pilotar soluções ao desafio escolhido. A expectativa é que cada participante encerre o Programa com uma solução criativa pilotada e um plano para escalar a solução.
Ao participar da Jornada, os municípios selecionados terão o apoio de gestores e especialistas renomados, uma vez que a Comunitas mobilizou diversas pessoas, dentre as quais especialistas em processos e metodologias de inovação, administradores públicos da área de gestão de pessoas e especialistas em gestão pública. Dessa forma, as cidades participantes também passam a fazer parte de uma rede de municípios integrados, um espaço qualificado de aprendizado e troca de experiência entre pares.
Critérios de seleção
Serão observados doze critérios, já determinados pelas equipes da elaboração do Programa, a exemplo de pluralidade de perfis de liderança (gênero, etnia e partidos políticos), diversidade de regiões brasileiras participando, aliando ao interesse da Comunitas de permitir que novos municípios possam, também, integrar a rede. Outro fator a ser observado é que os municípios que tenham interesse em participar do processo seletivo devem ter, pelo menos, 200 mil habitantes.
A organização também busca lideranças com perfil engajado e vai priorizar municípios cujo gestor ou gestora acredita na pauta e tem um compromisso forte com a questão. A Comunitas busca pessoas que se destaquem e que tenham poder de influência, bem como potencial de gerar um efeito multiplicador tanto em seus territórios, como nos seus entornos. Nesse sentido, também serão priorizados municípios com perfil de abertura à inovação. Ou seja, que tenham disposição de conduzir processos de experimentação e geração de novas ideias tanto a nível do executivo, como a nível do secretariado e de médio escalão.
Contrapartidas
A participação no Programa é totalmente gratuita, porém a Comunitas espera que os municípios selecionados atendam algumas demandas para o bom andamento da Jornada. O apoio da liderança é imprescindível, visto que as iniciativas desenvolvidas ao longo do processo deverão ser implementadas ao fim do Programa. A organização também vai solicitar que os participantes assinem um Protocolo de Intenções antes do início da Jornada, para comprovar o compromisso com a pauta.
Cada município deverá disponibilizar uma equipe de entre quatro e seis pessoas para participar das atividades do Programa ao longo de oito meses, com disponibilidade de até 2 horas por semana. Essa equipe deve ser composta de pessoas com perfis diferentes e complementares, a serem definidos desde a inscrição.
Comunitas e Fundação Lemann fazem reunião de lançamento novo Programa de Transformação em gestão de pessoas no setor público
14/12/2021
 
Programa vai apoiar municípios no desenvolvimento de soluções para desafios da gestão de pessoas
O InovaJuntos, Hub de Inovação da Comunitas, lançou, na última semana (09), o Programa de Transformação em Gestão de Pessoas no setor público. Realizado em parceria com a Fundação Lemann, essa jornada de inovação terá duração de dez meses e visa desenvolver soluções inovadoras a desafios de gestão de pessoas em cinco governos municipais.
A metodologia do Programa se dará por meio de realização de oficinas semanais coletivas com representantes dos municípios, bem como oficinas e mentorias individuais, que terão o objetivo de mergulhar nas especificidades locais. A maioria das atividades serão realizadas virtualmente, porém estão previstas duas imersões presenciais em São Paulo, uma no início e outra no encerramento das atividades.
De acordo com a Diretora de Conhecimento e Inovação da Comunitas, Dayane Reis, “a gestão de pessoas no setor público é uma área estratégica para a melhoria da administração pública e, portanto, a nossa expectativa é finalizar esse programa com cinco problemas solucionados em conjunto com esses municípios”.
O Programa também traz uma novidade, que é o conceito de tutoria. Cada município terá um padrinho ou madrinha, uma pessoa com experiência na área de gestão pública, disposta a compartilhar suas experiências, e que vai acompanhar o participante ao longo das atividades. “Isso só é possível porque a Comunitas possui uma rede de gestores públicos engajados e ativos, que estão sempre disponíveis para apoiar outros territórios em trocas de experiências”, explica Dayane.
Para Letícia Biaggioni, da Fundação Lemann, a jornada vem para oferecer soluções na prática, à medida que as equipes de governo forem apontando os desafios enfrentados pela gestão e avançando nos módulos. “A nossa expectativa é começar a endereçar, de forma concreta, as dores dos municípios que, devido a diversos fatores, não conseguem dar vazão a essa questão da gestão de pessoas. Vemos esse tipo de ação com uma grande possibilidade de impacto, pela facilidade em escalar os processos”.
Comunitas seleciona 5 municípios para programa de transformação em gestão de pessoas no setor público
14/12/2021

 

A Comunitas inicia hoje (14) o processo seletivo para o Programa de Transformação em Gestão de Pessoas no Setor Público. A escolha dos cinco municípios participantes se dará por meio de formulário de inscrição, disponível neste link. As inscrições se encerram no dia 20 de dezembro e a análise das inscrições, que será realizada com base em critérios objetivos e sistema de pontuação determinados pelas equipes da organização e parceiros. A Jornada é realizada pelo Hub Inovajuntos da Comunitas e conta com o apoio da Fundação Lemann.
A previsão é que a lista de selecionados seja divulgada até o dia 10/01. As atividades da Jornada iniciarão na terceira semana de janeiro, com três atividades no final do mês.
Quem pode participar?
A inscrição está aberta somente para prefeituras e não indivíduos isolados. Serão selecionados 5 (cinco) municípios com equipes pré-definidas. Pessoas do setor privado, terceiro setor e academia não podem se inscrever.
Por que participar?
As equipes selecionadas terão a oportunidade de endereçar uma questão relevante na área de gestão de pessoas, visto que o Programa vai apoiar os municípios a alcançarem uma gestão mais eficiente e gerar melhorias na prestação de serviços. Além disso, a Jornada irá permitir que cada município mapeie seus principais problemas relacionados à temática e mergulhe na realidade local para compreender as causas de cada desafio.
O Programa também vai proporcionar diversos momentos de aprendizado, tanto passivo quanto ativo. De um lado, os participantes terão acesso ao conteúdo programático por meio de encontros coletivos e tutorias realizadas por gestores da rede da Comunitas. Por outro, eles vão desenvolver competências para inovar com o processo de criação e o desenvolvimento de soluções que se baseará exclusivamente em métodos de inovação colaborativa. Nesse sentido, cada município irá apontar um desafio a ser trabalhado durante o processo e as equipes irão criar e pilotar soluções ao desafio escolhido. A expectativa é que cada participante encerre o Programa com uma solução criativa pilotada e um plano para escalar a solução.
Ao participar da Jornada, os municípios selecionados terão o apoio de gestores e especialistas renomados, uma vez que a Comunitas mobilizou diversas pessoas, dentre as quais especialistas em processos e metodologias de inovação, administradores públicos da área de gestão de pessoas e especialistas em gestão pública. Dessa forma, as cidades participantes também passam a fazer parte de uma rede de municípios integrados, um espaço qualificado de aprendizado e troca de experiência entre pares.
Critérios de seleção
Serão observados doze critérios, já determinados pelas equipes da elaboração do Programa, a exemplo de pluralidade de perfis de liderança (gênero, etnia e partidos políticos), diversidade de regiões brasileiras participando, aliando ao interesse da Comunitas de permitir que novos municípios possam, também, integrar a rede. Outro fator a ser observado é que os municípios que tenham interesse em participar do processo seletivo devem ter, pelo menos, 200 mil habitantes.
A organização também busca lideranças com perfil engajado e vai priorizar municípios cujo gestor ou gestora acredita na pauta e tem um compromisso forte com a questão. A Comunitas busca pessoas que se destaquem e que tenham poder de influência, bem como potencial de gerar um efeito multiplicador tanto em seus territórios, como nos seus entornos. Nesse sentido, também serão priorizados municípios com perfil de abertura à inovação. Ou seja, que tenham disposição de conduzir processos de experimentação e geração de novas ideias tanto a nível do executivo, como a nível do secretariado e de médio escalão.
Contrapartidas
A participação no Programa é totalmente gratuita, porém a Comunitas espera que os municípios selecionados atendam algumas demandas para o bom andamento da Jornada. O apoio da liderança é imprescindível, visto que as iniciativas desenvolvidas ao longo do processo deverão ser implementadas ao fim do Programa. A organização também vai solicitar que os participantes assinem um Protocolo de Intenções antes do início da Jornada, para comprovar o compromisso com a pauta.
Cada município deverá disponibilizar uma equipe de entre quatro e seis pessoas para participar das atividades do Programa ao longo de oito meses, com disponibilidade de até 2 horas por semana. Essa equipe deve ser composta de pessoas com perfis diferentes e complementares, a serem definidos desde a inscrição.
Para se inscrever, preencha o formulário de inscrição disponível aqui.

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *