Como criar um Laboratório de Inovação em Gestão de Pessoas para que servidores usem metodologias inovadoras

prédios cercados por árvores e uma lagoa

Foto: Shutterstock

Introdução

As vistas do dia do servidor público de 2022, celebrado anualmente no Brasil no dia 28 de outubro, a Rede Juntos preparou uma semana especial voltada para você, nosso leitor e profissional da gestão pública. Durante esta semana, estaremos trazendo em primeira mão na plataforma, os projetos pilotos desenvolvidos pelos seis municípios participantes da Jornada de Transformação da Gestão de Pessoas, com a finalidade de trazer inovação para as administrações públicas municipais na gestão de pessoas.

Os municípios participantes da Jornada de Transformação da Gestão de Pessoas se propuseram a desenvolver projetos que buscassem valorizar, engajar e desenvolver os servidores de suas prefeituras. O objetivo central foi promover a co-criação de projetos pilotos que trouxessem inovação para a gestão de pessoas no setor público para que servidores possam se tornar agentes da mudança nas suas administrações e assim gerar melhorias nos serviços para a população. Durante oito meses, as equipes se encontram semanalmente para trabalhar intensamente a fim de reconhecer a importância do trabalho desenvolvido pelo servidor, e principalmente, colocá-lo no centro da gestão pública. Afinal, governo é feito por pessoas, e para transformar a gestão pública, precisamos pensar nas pessoas que fazem as coisas acontecerem!

Hoje, apresentamos o projeto piloto desenvolvido pela equipe da prefeitura de Campinas: o Laboratório de Inovação em Gestão de Pessoas do município. Antes de mais nada, gostaríamos de parabenizar toda a equipe do município de Campinas pela participação e execução do projeto durante a Jornada, a motivação e engajamento de cada um é um reflexo direto do resultado da Jornada.

Diagnóstico e desafios iniciais

Com o objetivo de reestruturar a Escola de Governo e Desenvolvimento do Servidor (EGDS) do município e, pensando na promoção de processos de inovação na oferta de ações educacionais, a equipe de Campinas conversou com diversos servidores públicos municipais e diagnosticaram desafios como:

  • Metodologias já acomodadas e propagadas não abarcavam as necessidades dos servidores;
  • Insatisfação dos servidores com as metodologias utilizadas;
  • E, muitos gastos de recursos e tempo.

Foi, a partir deste diagnóstico realizado por Campinas durante a pesquisa de campo com os servidores públicos que levou a equipe a pensar soluções que poderiam resolver os desafios levantados através do oferecimento de suporte para pensar e ratificar ideias; mudança de processos que não estejam satisfatórios; atendimento das demandas dos servidores com maior qualidade e eficiência; e melhoria da racionalização e otimização dos serviços prestados. Foi pensando nessas soluções assinaladas que a equipe de Campinas criou o Laboratório de Inovação em Gestão de Pessoas.

Desenvolvimento e metodologia

Para a criação e desenvolvimento do laboratório de inovação de Campinas, a equipe mapeou ações que serão realizadas a fim de concluir a implementação do laboratório no município, tais como:

  1. Formalização do decreto de criação do Laboratório de Inovação em Gestão de Pessoas;
  2. Formação e capacitação em metodologias ágeis da equipe multidisciplinar como grupo de trabalho do Laboratório;
  3. Montagem e disponibilização de infraestrutura;
  4. Celebração de parcerias com outras Secretarias;
  5. Divulgação das ações e atribuições do Laboratório para os servidores da Secretaria Municipal de Gestão De Pessoas;
  6. Elaboração do fluxo de atuação;
  7. Encaminhamento de demandas para o Laboratório;
  8. Implementação e acompanhamento da solução proposta.

Quer fazer a sua Jornada de Transformação da Gestão de Pessoas assim como o município de Maceió? Acesse agora a trilha de conhecimento da Jornada. 

Entregas, resultados e impactos

O principal resultado da Jornada para a prefeitura de Campinas foi a estruturação e concretização do Laboratório de inovação com foco em gestão de pessoas, projeto prioritário para a liderança da prefeitura. Cabe destacar as seguintes entregas e resultados:

  • Fortalecimento da agenda de inovação e gestão de pessoas na prefeitura;
  • Desenho de plano do modelo de negócios do laboratório de inovação;
  • Definição de forma de atuação e carta de serviços do laboratório;
  • Desenho de métodos e caixa de ferramentas para ação do laboratório;
  • Capacitação da equipe em metodologias de inovação;
  • Criação de nome e identidade visual do laboratório;
  • Institucionalização do laboratório por meio de portaria/decreto;

Ainda é muito cedo para avaliar os impactos do laboratório de inovação de Campinas para a administração, mas uma coisa podemos garantir: o processo de criação dele foi robusto com testes com público-alvo, inspiração com referências nacionais e internacionais, ele está pronto para ser implementado e sem dúvida irá gerar muitos benefícios para a prefeitura. Vamos acompanhar!

Sustentabilidade

Para dar continuidade ao projeto de Laboratório de Inovação de Gestão de Pessoas para além de sua criação e implementação, algumas atividades de sustentabilidade para médio e longo prazo já foram definidas. São elas:

A. Curto Prazo

Os objetivos estipulados para serem concluídos em até 6 meses são:

  • Definição das atribuições do laboratório de inovação;
  • Institucionalização do laboratório;
  • Escolha do nome;
  • Divulgação para os servidores;
  • Lançamento do prêmio Gente que Inova de Gestão Pública Municipal de Campinas.

B. Médio Prazo

Em um período de até 1 ano, ficou estabelecido que ações como:

  • Capacitação das equipes envolvidas no projeto;
  • Elaboração do programa de mentoria para lideranças públicas locais;
  • Criação de redes sociais.

C. Longo Prazo

Já as ações que passam da temporalidade de 1 ano para execução, encontram-se:

  • Refinar o projeto com base nos aprendizados práticos.

Replicabilidade: dicas e aprendizados

Gostou da iniciativa e quer replicá-la no seu território? A Rede Juntos separou algumas dicas que podem te auxiliar na replicabilidade do projeto com a ajuda de mentores da rede da Comunitas. No caso de Campinas, os conselhos vieram da presidente Rafaela Bastos, da Fundação João Goulart, do município do Rio de Janeiro (RJ). Confira!

Dica-1: É preciso comunicar a política para os servidores de forma que eles entendam como e porquê estão sendo capacitados e porque esse investimento impulsiona a Prefeitura a partir dessa capacitação.

Dica-2: Ao formalizar o Laboratório de Inovação em Gestão de Pessoas é essencial ter bastante clareza sobre a linha de Gestão de Pessoas seguida para que o encadeamento das ações do Laboratório obtenha sucesso.

Dica-3: Como a reestruturação de processos gera impacto nas atividades de todas as Secretarias, a comunicação e inclusão dos profissionais de Gestão de Pessoas atuantes em ambientes impactados é essencial para criar um senso de pertencimento e evitar o sentimento de deslocamento.

A própria equipe de Campinas também teve importantes aprendizados ao longo do processo que podem ser levados em consideração por outros governos que queiram desenvolver iniciativas semelhantes em seus territórios, entre eles cabe destacar:

  • A descoberta de novos objetivos para o laboratório de inovação que diferem dos objetivos inicialmente definidos. O conselho aqui para outros governos é: esteja aberto a se surpreender com processos de inovação que possam gerar mudanças de rota após pesquisa de campo, por exemplo.
  • O conhecimento de diversas ferramentas de inovação que podem ser utilizadas para as atividades do laboratório de inovação. Aqui, fica a dica: realizar benchmarking de ferramentas de inovação podem auxiliar o laboratório a desenvolver mais atividades e consequentemente ampliar a carta de serviços.

Sem comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.