Como reduzir despesas no setor público

O equilíbrio das contas públicas é um viés de mão dupla: de um lado, é fundamental a atenção à manutenção e ampliação da Receita, e, de outro, é essencial o foco na redução das Despesas. A redução das Despesas públicas visa à otimização dos gastos municipais – sem detrimento aos serviços ou prejuízo à qualidade do que é ofertado – de forma a ampliar a capacidade de investimento do município e, com isso, a qualidade e os serviços oferecidos aos cidadãos. Porém, segundo o último Índice Firjan de Gestão Fiscal (IFGF), divulgado em 2019, o mapa da gestão fiscal dos municípios brasileiros mostra um país em estado de alerta: 73,9% deles foram avaliados no IFGF com gestão fiscal difícil ou crítica. Dos 5.337 municípios brasileiros avaliados, 3.944 estão nesta situação. A Firjan elencou alguns fatores que podem explicar essa situação, que incluem: 50% das prefeituras gastam mais da metade do orçamento com pessoal, e mais da metade apresenta dificuldade para pagar fornecedores. Então, como fazer isso em um contexto fiscal tão desafiador para as cidades brasileiras? Gestor, de antemão é necessário entender que esse é um trabalho que necessita de um engajamento maior, pois gastos são realizados por todos os órgãos da prefeitura, necessitando o envolvimento de diversos atores e a capacidade de controlar as ações de maneira descentralizada. Agora, acompanhe essa trilha, que visa auxiliar os gestores públicos no controle e monitoramento dos custos e despesas públicas, respondendo questões como: - Como criar um plano de ação para redução de despesas? - Como fazer o monitoramento dessas despesas? - Quem deve participar desse projeto? Ela foi construída por meio de ações práticas realizadas pela Comunitas e também apoio de especialistas e gestores que já passaram por esse mesmo desafio. Aproveite!

O que você vai aprender