#FAQ dos Especialistas: As principais dicas para fazer uma Reforma Administrativa

Photo by Edwin Andrade on Unsplash

 

Ainda no tema de Reforma Administrativa para comemorar o sucesso da Jornada, separamos as principais perguntas e respostas feitas durante o evento de lançamento, realizado em 17 de março de 2021 e disponível para acesso neste link. Essas perguntas foram respondidas de maneira clara e objetiva pelos especialistas Humberto Falcão, professor em administração pública da Fundação Dom Cabral, Renata Vilhena, professora em administração pública da Fundação Dom Cabral, Leany Lemos, ex-secretária de planejamento e orçamento do governo do Rio Grande do Sul e Kênnya Kreppel, subsecretaria de planejamento do governo de Minas Gerais. Confira:

 

 

#1 Como fazer a reforma acontecer?

  • Lembrar que o processo é contínuo e não fragmentado, que ajustes precisam ser feitos, mas que não há necessariamente uma data final.
  • Saber definir bem as diretrizes, o que quer e para onde vai. Ser claro com o que é possível e o que não é possível.
  • Entender o que fazer, mas também o que NÃO fazer.
  • Definir prioridades do momento e entender a importância de que cada passo importa.
  • Articular com o legislativo e a sociedade é essencial, principalmente para superar obstáculos. 

 

#2 Como manter a sustentabilidade do processo?

  • Ter uma equipe responsável pelo projeto que auxilie na institucionalização do programa para manter a continuidade do programa.
  • Definir um marco zero para servir como base de comparação ao longo do programa e após o seu encerramento.
  • Entender que o programa é evolutivo e que sempre há o que melhorar.
  • Construção conjunta das pessoas com o governo para internalizar e criar um vínculo para fazer com que o programa tenha sucesso.
  • Acreditar na reforma.
  • Fazer propostas que estejam de acordo com a realidade do município.
  • Ser ambicioso e propor metas ousadas, porém não esquecer que cada município tem sua necessidade e realidade.
  • Ter as pessoas certas e que estejam dispostas a fazer mudanças. Montar uma equipe engajada.
  • Entender que as pessoas fazem a diferença.